0

https://youtu.be/qCwcf2hKLY8

0

Mateus 28. 18 -20: E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto, ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.Amém.

Está ocorrendo um fenômeno bom por um lado, mas ruim por outro:

Muitos "aceitam" Jesus publicamente, dando a entender que se "converteram"; coisa boa, matematicamente falando.

Poucos se tornam "discípulos", ou seja, quase ninguém permanece firme na Palavra de Deus e em Cristo.

Infelizmente hoje é difícil formar discípulos. O sistema religioso trata isso como algo necessário apenas nos primeiros meses do candidato ao batismo. Daí vem a "classe de discipulado", no entanto, esta dura poucos meses, quando muito, não passa de três meses. Está errado. O discipulado não pode parar. Devemos ser discípulos do Bom Mestre por toda a vida, rejeitando nossas próprias vontades, carregando a cruz, vivendo em santidade.

Não me assusto com o número de "almas" que aceitam Jesus por pura emoção. Me assusto e glorifico a Deus quando um pecador, convencido pelo Espírito Santo, procura o pastor ou mesmo um amigo cristão, e confessa Cristo Jesus como Salvador. 

Quando olho para o Livro de Atos, não vejo a expressão "e levantaram as mãos aceitando a Cristo". Mas vejo que "perseveravam na doutrina dos apóstolos" (At 2.42 a). Não basta levantar a mão, chorar, mas é necessário se arrepender, aprender e ser discipulo!

O apelo, comumente feito em nossas igrejas, iniciou-se na época de Charles Finney. Antes, isso não acontecia. Os pecadores até manifestavam-se necessitados da graça de Deus, mas eram comovidos simplesmente pelo Espírito Santo, que os conduzia a confessar seus pecados e buscar o perdão de Deus através do Senhor Jesus Cristo. 

Pastor Renato Vargens relata essa situação e seu início: "
De forma efetiva os apelos para "aceitar" Jesus deram início no século XIX com Charles Finney.  
O apelo religioso é a prática de convidar o ouvinte de uma mensagem evangélica, a tomar uma decisão de aceitar Cristo como seu salvador. Normalmente o apelo é dado depois de uma pregação ou campanha evangelística, num clima emotivo, onde canções em tom menor são entoadas com vistas a sensibilizar o pecador. Em momentos como esses o ouvinte é convidado a responder sim ou não a "oferta " de salvação por parte do pregador." http://renatovargens.blogspot.com.br/2014/01/03-motivos-basicos-porque-nao-faco.html
 
Muitos aceitam Jesus apenas para impressionar alguém. Já vi casos que o pregador cantando vitória disse "...tantas almas pra Jesus", no entanto, ao ver a foto, reconheci que os tais "convertidos" se tratavam de jovens da igreja local, que toda vez que um pregador ia a igreja aceitavam a Jesus e iam a frente.
 
Pregadores, parem de emocionar o povo! Vamos voltar a pregar o Evangelho da Cruz, da renuncia, do discipulado! Vale mais um discípulo que realmente trilhou os passos do Senhor, do que um milhão de mãozinhas levantadas que não nasceram de novo!
 
Não é necessário levantar as mãos - é preciso nascer de novo como descrito em João 3.  Eu quando realmente tive meu encontro com Jesus, não levantei a mão. Orei sozinho, e pedi a ajuda de alguns irmãos e do pastor. Deus me ajudou. Ele me convenceu de minha miséria...a palavra de Deus nos guia ao Senhor, não ao pregador!

Hoje é moda o povo seguir seus "pregadores". Multidões disputam os lugares para ver o fulano, o bertano...buscam o sinal, o milagre, a "profetada"...MAS NÃO BUSCAM A JESUS CRISTO! gastam fortunas para patrocinar, ajudar, alugar o pregador..MAS NÃO INVESTEM MOMENTOS DE ORAÇÃO, QUEBRANTAMENTO, MEDITAÇÃO E ESTUDO DA PALAVRA!

Desculpe-me caro leitor, mas seu pregador não pode fazer nada por você. Apenas pregar a Palavra. Se ele prega que você só precisa levantar a mão, e o resto não importa, ele está te tornando mais vezes digno do inferno. Pois você não nasceu de novo da água e do Espírito! VOCÊ PRECISA SER DISCÍPULO DE JESUS, NÃO SEGUIDOR DE PREGADOR!

Muitos caem quando um pregador peca, pois sua fé era baseada na pessoa carismática, nos dons que esta possuía - MAS NÃO EM CRISTO! 

Querido leitor, talvez você também seja um pregador - eu também sou, mas precisamos voltar a fazer discípulos, não fãs. Não adianta "ganharmos almas", mas não discipular as mesmas. Por isso, Mateus 7.21 -23 fala que muitos serão surpreendidos..."mas Senhor, foram 1.000.000 de almas que ganhei em meu ministério" - mas um ministério de marketing pessoal, no qual promovia heresias, falsa adoração, idolatria gospel ...daí o Mestre o reprovará, pois os frutos não foram perfeitos, mas sim de egoísmo e avareza.

Vigiemos e nos portermos como verdadeiros "mensageiros do Reino de Deus", não como "paroleiros e falsificadores do Evangelho."

0

Graça e Paz a todos, nosso site www.missoesnovale.com.br estar no ar, em breve com conteudos e interligação com blog, youtube e muito mais.

0



VISÃO DA PERSEGUIÇÃO DA IGREJA

                Nesta madrugada de 30 de janeiro de 2015, após eu e minha esposa orarmos, o Espírito Santo me dirigiu às revelações da parte do Senhor. Nestas, vi cristãos sendo decapitados dentro de suas casas enquanto oravam. Contemplei um ser gigante, vestido como um cavaleiro medieval, mascarado, empunhando uma espada, com a qual foi-lhe permitido perseguir a igreja. O Espírito Santo ministrou a meu coração durante estas revelações que muitos que hoje brincam de ser cristão, que tem vida dupla, não serão arrebatados, mas antes, pagarão com suas vidas. A perseguição aumentará, no entanto, é permissão do Altíssimo para peneirar seu povo, separar quem de fato é daqueles que são falsos. Muitos pastores, obreiros, cantores, pregadores que estão brincando, que estão usando a Palavra e o nome de Jesus para se promoverem serão derrubados, pois o Espírito Santo, como que um vento forte, derrubará os castelos de areia da fama, da cobiça, da avareza nos quais estes falsos pastores e falsos obreiros estão erguendo os seus nomes em busca do sucesso. Amados, não é tempo de brincar, é tempo de gemer, de suplicar, de prantear o perdão ao nosso Senhor Deus através de seu Filho Jesus.
 O arrebatamento se aproxima. Deixe de lado a pornografia, o adultério, a mornidão espiritual, a doutrina da prosperidade, a mistura. Esqueça a televisão, o jogo, as redes sociais e passe mais tempo em oração, pois a qualquer momento sua casa poderá ser invadida por pessoas que te matarão simplesmente por você ser cristão. Os flagelos já estão aí. Vigie! Guarda o que tens para que ninguém tome a sua coroa!

Em Cristo Jesus

Wallas José Saraiva e Elda  V.Figueira Saraiva